Um sobre Zero #2

Olá, eu sou o António Lopes e esta é a newsletter do Um sobre Zero, um podcast sobre o futuro da ciência e tecnologia.

Para entrar no fim de semana de bom humor

Da próxima vez que vocês acharem que são muito cools porque fazem alterações diretamente no ambiente de produção, leiam esta história da Boeing para se sentirem mais humildes.

Anteriormente... no Um sobre Zero

Há mais de um ano, ainda antes de estarmos todos fechados em casa, eu estava a gravar episódios ainda de forma presencial. No episódio 5 do podcast, o Celso Martinho teve a amabilidade de conversar comigo sobre inovação e empreendedorismo. Vale a pena relembrar esta temática e parece-me que, apesar de tudo o que se passou no último ano, o episódio aguentou-se bem no tempo. Obrigado, Celso.

As notícias da semana

Quando vi pela primeira vez um dos vídeos do Tom Cruise no TikTok, a minha reação não foi totalmente de surpresa, mas alguma coisa não parecia bem. Ele parecia jovem demais. Tudo bem que podia ser um vídeo antigo dele, mas não faria muito sentido que ele tivesse decidido entrar na coqueluche das redes sociais com vídeos antigos.

Pois, estes vídeos são uma das mais recentes instâncias de Deep Fakes. E ao olhar para a qualidade dos vídeos e pensar que este tipo de tecnologia já está tão avançada, é de uma pessoa ficar bem preocupada com o futuro. Mas enfim, o próprio criador destes vídeos diz que isto não é para qualquer um. E também já há quem diga que sabe como detectar DeepFakes. Mas mesmo que seja uma tarefa muito árdua e que não consiste só em carregar num botão, cheira-me que será só por enquanto.

No futuro, qualquer um vai poder fazer isto com uma aplicação de 99 cêntimos da App Store num ultra smartphone. Be afraid. Be very afraid.

E por falar em ter medo, vocês partilham a vossa password do Netflix com alguém? Então preparem-se porque pode estar para breve o ataque do Netflix a estas práticas de partilha de contas entre várias pessoas que não vivem juntas. A Netflix está a estudar meios de garantir que só quem vive na mesma casa do detentor da conta é que possa efetivamente usá-la.

Acabou-se a papa doce.

Quando acharem que estão a navegar a internet em modo privado ou incognito no browser da vossa escolha, lembrem-se que há sempre outro elemento que sabe o que vocês andam a fazer: o vosso ISP. E, portanto, se este achar que a vossa informação de navegação é útil e poderá render uns cobres no mercado do advertising digital, estão tramados.

É o caso da T-Mobile nos EUA que está a pensar em fazer exatamente isso: vender os dados dos utilizadores e a sua navegação a anunciantes. É claro que eles dizem que os utilizadores podem escolher não fazer parte deste esquema, mas provavelmente vai ser num formulário em papel que só se pode enviar por fax em triplicado, assinado com o sangue de uma virgem.

Parece que vou ter de deixar de usar a palavra Subscrever quando me referir ao ato de escolher receber novas edições da newsletter ou episódios do podcast. A palavra Subscrever, pelos vistos, dá a entender que há algum tipo de pagamento associado, mesmo quando não há. E para evitar esses mal-entendidos com os utilizadores que ficam reticentes em seguir certos podcasts, a Apple decidiu trocar a palavra Subscribe por Follow. Pode ser que isso signifique que iremos em breve ter ainda mais malta a seguir o Um sobre Zero!

Lembram-se quando a semana passada falei sobre NFTs? Parece que a loucura continua. Uma imagem digital, mais propriamente um JPG, foi vendido por 69 milhões de dólares. A sério, alguém que me explique isto, porque eu não estou bem a ver o que justifica este tipo de hype. Ainda por cima, quando contribui ainda mais para o problema do aquecimento global.

E por falar em aquecimento global, ainda bem que vamos vendo uma evolução na temática dos carros elétricos. Pode ser que assim se consiga combater os efeitos de iniciativas como os NFTs. E para facilitar ainda mais a adopção dos carros elétricos, há empresas a estudar a ideia de criar estações de troca de baterias modulares.

Por um lado, será que isto significa que a ideia de trocar de bateria em menos de 5 minutos numa estação de serviço será uma realidade? Por outro lado, fará esta abordagem sentido num mundo em que a rapidez de carga e de capacidade das baterias está a aumentar a um ritmo bem interessante?

Não sei, o futuro dirá qual o caminho a seguir.

Recomendações de leituras para o fim de semana

Cada vez há mais rumores sobre as apostas da Apple na área da realidade virtual e aumentada, mas por enquanto é só mesmo isso... rumores. Mas enquanto uns apostam nos rumores, o Facebook gosta de delinear bem os seus planos. Recomendo a leitura do artigo do próprio Facebook sobre a próxima era da interação humano-máquina. O cenário que pintam ainda é bastante futurista e talvez não seja sequer possível na próxima década, mas é sempre interessante pensar sobre essas possibilidades ou se é sequer esse o futuro que queremos.

E por falar em futuro, é importante perceber qual é o futuro que queremos para a internet e em particular para a World Wide Web. E quem melhor para falar sobre isso do que o próprio inventor da Web, Tim Berners-Lee? Neste artigo, juntamente com Rosemary Leith (co-fundadora da World Wide Web Foundation), Tim Berners-Lee apresenta um manifesto importante na defesa daquilo que a Web deve ser, principalmente como ferramenta para trazer poder às novas gerações numa era em que se pretende ser inclusivo e globalista.

Recomendações de podcasts para o fim de semana

Reply All - The Case of the Missing Hit

Um dos meus episódios favoritos de todos os tempos, este episódio relata a história da tentativa de reconstruir uma música totalmente de memória e a subsequente odisseia para descobrir a sua origem. É um extraordinário exemplo de criatividade vindo de um podcast que está no topo dos meus podcasts favoritos.

Brevemente... no Um sobre Zero

Na próxima segunda-feira sai o episódio que falei sobre o futuro do podcasting, com os convidados Angelina Velosa, Bruno Amaral, Márcio Barcelos, Marta Rocha e Pedro Paulos. Espero que gostem! Gostaria imenso de ouvir o vosso feedback.

Nota final

Esta newsletter é também uma forma de ouvir as opiniões dos ouvintes do Um sobre Zero. Têm ideias sobre o que gostariam de ver explorado num próximo episódio do Um sobre Zero? Venham de lá elas.

Bom fim de semana